Membro da equipe de Lana Del Rey que xingou o Brasil depõe à polícia

Will Whitney ofendeu os brasileiros após ter sido roubado no Rio de Janeiro e esclarece suposto crime de xenofobia

Sábado – O americano Will Whitney, integrante da equipe da cantora Lana Del Rey, compareceu a Delegacia de Atendimento ao Turista (Deatur), e prestou depoimento à polícia de São Paulo, neste sábado (3). Um inquérito aberto pela Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi-RJ), contra Will Whitney, investiga o crime de xenofobia.

(Foto: Reprodução Internet / Instagram @mita.festival)

Após ter o celular roubado, ele xingou os brasileiros em uma publicação nas redes sociais, mas depois apagou a mensagem e pediu desculpas.

Will prestou depoimento na presença de um advogado e as informações foram encaminhadas para a Decradi para investigação. O americano também registrou um boletim de ocorrência referente ao roubo do seu aparelho celular, informou a Polícia Civil de São Paulo.

“A Polícia Civil do Estado de São Paulo esclarece que o homem prestou depoimento na Delegacia de Atendimento ao Turista (Deatur), na presença de seu advogado, na noite deste sábado (3). Na mesma data, ele registrou boletim de ocorrência referente ao roubo sofrido na cidade do Rio de Janeiro”, diz trecho da nota.

“Após a oitiva dele, as informações colhidas no depoimento foram encaminhadas para a Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) e o B.O foi enviado para a DEAT (Delegacia Especial de Apoio ao Turismo), ambas do Rio de Janeiro, onde as investigações estão sendo realizadas”, acrescenta.

Anúncio