Miliciano do RJ é solto após decisão de prisão preventiva ir para e-mail errado

O homem é apontado como braço direito de Zinho, uma das lideranças da maior milícia que atua na zona oeste do RJ

Rio de Janeiro – Peterson Luiz de Almeida, conhecido como Pet, e apontado como braço direito do miliciano Zinho, saiu pela porta da frente de um presídio no Rio de Janeiro, no domingo (29), após a Justiça enviar um comunicado para um e-mail desativado há cinco anos.

(Foto: Reprodução)

Pet estava preso no presídio José Fredrico Marques, em Benfica, na zona norte do RJ. Por meio de nota, a Secretaria da Administração Penitenciária do Estado (Seap-RJ), disse que não tinha sido notificado sobre a conversão da prisão temporária para preventiva.

Ainda de acordo com a Seap, o comunicado da conversão da prisão foi enviado pela Justiça para um e-mail que foi desativado há cinco anos. A secretaria reforça que já se comunicou com a Justiça pelos novos meios oficiais.

Anúncio