Milionária suspeita de morte de namorado volta a prisão domiciliar

Anne Cipriano Frigo foi presa em 29 de junho acusada de contratar o homicídio. E foi liberada devido a tratamento de tumor

São Paulo – A Justiça de São Paulo concedeu prisão domiciliar à empresária Anne Cipriano Frigo, de 46 anos, suspeita de mandar matar o namorado, depois de ela passar por uma cirurgia de retirada de tumor no cérebro. A decisão foi do desembargador Álvaro Castello, após julgamento em 17 de novembro. O crime teria acontecido em 17 de junho deste ano.

Mulher teria contratado executor para matar namorado por traição e ciúme
REPRODUÇÃO/ RECORD TV

Ela foi internada em outubro devido ao tumor, que, segundo sua defesa, estava no nível mais avançado. No mesmo mês, Anne foi submetida a cirurgia a fim de extrair o tumor. O procedimento exige que Anne faça sessões de radioterapia e quimioterapia.

Por causa da doença, a Justiça de São Paulo concedeu  prisão domiciliar à mulher, após sua alta médica. Caso Anne desobedeça às regras impostas, terá o benefício revogado. De acordo com o documento, a acusada deve manter o endereço atualizado e avisar o juiz caso precise sair de seu domicílio, o que deve acontecer “exclusivamente em situação emergencial e para tratamento de saúde”.

O benefício também foi confirmado pela defesa de Anne, que se recusou a passar detalhes, como, por exemplo, se a mulher já recebeu alta hospitalar. Anne foi presa em 29 de junho acusada de mandar matar o companheiro, Vitor Lúcio Jacinto. Na ocasião, o suposto executor Carlos Lex Ribeiro de Souza também foi preso.

Em 10 de agosto, a Justiça revogou a prisão preventiva e a mulher deixou a Penitenciária Feminina de Sant’Anna. Em 18 de agosto, contudo, ela retornou ao sistema prisional, após ter a prisão domiciliar revogada.

Em nota, a SAP (Secretaria da Administração Penitenciária) afirmou que Anne estava custodiada na Penitenciária Feminina Sant’Ana e foi beneficiada com prisão domiciliar a partir da última quinta-feira (18). “Observamos que a presa se encontrava internada em hospital fora do Sistema Prisional desde 1º/10/2021”, completou a SAP.

Anúncio