Ministério da Justiça leiloa bens de R$ 80 milhões de ex-bicheiro

Maior leilão da história oferecerá lotes de imóveis de João Arcanjo Ribeiro, apontado como antigo dono do jogo do bicho em MT

Brasília – O Ministério da Justiça e Segurança Pública fará até o dia 22 de julho o maior leilão de sua história, com dez lotes de imóveis do Mato Grosso, todos avaliados em mais de R$ 80 milhões, apreendidos em operações contra o ex-bicheiro João Arcanjo Ribeiro, apontado como um dos antigos donos do jogo do bicho no Estado.

Ministério da Justiça leiloa bens de R$ 80 milhões de ex-bicheiro. (Foto: Reprodução)

Entre os itens que serão vendidos há salas comerciais, terrenos e uma fazenda, que é avaliada em mais de R$ 60 milhões, denominada “Estância Colibri”. Os lances iniciam abaixo do valor avaliado, equivalente a 75% do preço de mercado, e o pagamento pode ser parcelado, conforme anúncio descrito no site.

As propostas podem podem ser dadas de forma on-line, por meio do site www.maisativojudicial.superbid.net.

João Arcanjo Ribeiro foi preso em 2006, acusado de diversos assassinatos por cobrança de dívidas e também por ser um dos maiores articuladores do jogo do bicho no Mato Grosso. O “comendador”, como ele ficou conhecido, já foi condenado por homicídio, formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e crimes contra o sistema financeiro. Ele voltou a ser preso em 2019, suspeito de ter voltado a comandar a atividade ilegal no estado.

A atuação o rendeu dívida bilionária em impostos, que ficou em sua maior parte inscrita no registro de empresas de factoring, que davam fachada legal para que ele atuasse como agiota emprestando grandes quantidades de dinheiro a juros muito elevados.

Anúncio