Ministro Raul Araújo toma posse como membro efetivo do TSE

Raul Araújo ocupava o cargo de integrante substituto da Corte Eleitoral desde setembro de 2020

Brasília – O ministro Raul Araújo tomou posse, nessa terça-feira (6), como membro efetivo do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), na vaga aberta com o término do biênio do ministro Mauro Campbell Marques. A solenidade, que aconteceu antes da sessão plenária, foi transmitida ao vivo pelo canal do TSE no YouTube.

(Foto: Divulgação/TSE)

Raul Araújo ocupava o cargo de integrante substituto da Corte Eleitoral desde setembro de 2020.

Solenidade

Com a palavra, o presidente do TSE, ministro Alexandre de Moraes, declarou aberta a sessão solene de posse do ministro Raul Araújo e convidou os presentes a acompanharem a execução do Hino Nacional. Em seguida, convidou o magistrado a dirigir-se à tribuna para assinar o compromisso regimental.

Raul Araújo declarou aceitar o cargo para o qual foi eleito e prestou o compromisso de bem e fielmente cumprir os respectivos deveres e atribuições. O termo foi assinado por ele e pelo presidente do TSE.

O ministro Alexandre de Moraes explicou que não há discurso em posses de ministro, mas proferiu algumas palavras ao empossado. Segundo o presidente da Corte, é uma honra poder saudar as boas-vindas ao ministro, que possui vasta experiência na área jurídica, uma vez que atuou em todas as áreas do Direito, antes de ingressar no STJ.

“Sua atuação na Procuradoria-Geral do estado do Ceará o torna um dos ministros mais preparados neste momento para atuar na Justiça Eleitoral. Será uma grandessíssima contribuição para o TSE contar com a experiência de Vossa Excelência”, afirmou o presidente.

Além do ministro Raul Araújo, compuseram a mesa de honra da cerimônia de posse as seguintes autoridades: o presidente do TSE, ministro Alexandre de Moraes, o presidente do Senado Federal, senador Rodrigo Pacheco, os ministros Benedito Gonçalves, Sergio Banhos e Carlos Horbach, o vice-procurador-geral eleitoral, Paulo Gonet Branco, e o presidente do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Beto Simonetti. O vice-presidente da Corte, ministro Ricardo Lewandowski, e a ministra Cármen Lúcia participaram da sessão por videoconferência.

Anúncio