Morre homem que teve 92% do corpo queimado pela esposa no Rio de Janeiro

André Luiz de Amorim Chapeta estava internado em estado gravíssimo no Hospital Estadual Getúlio Vargas, na zona norte

Rio de Janeiro – Morreu na manhã desta sexta-feira (8) o homem que teve 92% do seu corpo queimadopela esposa em Brás de Pina, na zona norte do Rio de Janeiro. André Luiz de Amorim Chapeta estava internado em estado gravíssimo no Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha.

(Foto: Reprodução / Record TV)

A mulher foi presa após ser flagrada, em vídeo, ateando fogo no marido.

As imagens registraram o momento em que ela entra em um bar, onde o homem está sentado em uma cadeira. Em seguida, ela joga acetona no marido e acende um isqueiro na direção dele.

O delegado da 38 DP (Brás de Pina), Flávio Rodrigues, disse, em entrevista à Record Rio, que o relacionamento do casal, que já durava 30 anos, era marcado por episódios de violência doméstica de ambos os lados.

Em seu depoimento, a mulher alegou que, mais uma vez, se tornaria alvo de agressão e tentou se defender. A polícia, porém, não acreditou na versão apresentada por ela.

“O que ela fala não é o que a imagem mostra. A imagem mostra a vítima sentada em uma cadeira. Ela chega, com frieza, joga o líquido e ateia fogo. Ela não estava naquele momento em situação de vulnerabilidade, não estava em situação em que seria agredida de forma iminente. Ao contrário. Como eu disse, ele estava sentado e não oferecia risco para a integridade física dela naquele momento”, disse o delegado.

Anúncio