‘O crime pede perdão’, diz ladrão em bilhete após se arrepender e devolver carro roubado

O ladrão e o comparsa roubaram o carro de uma dona de casa que estava com os filhos no momento do crime

Espiríto Santo – Um ladrão arrependindo surpreendeu as vítimas ao devolver o carro que ele tinha roubado. Com direito a pedido de desculpas e tanque de combustível cheio, o homem decidiu voltar atrás depois que viu uma cadeirinha adaptada para uma criança necessidades especiais.

(Foto: Reprodução / Redes Sociais)

De acordo com o sistel Uol, o crime aconteceu no último domingo (28), em Cariacica (Espiríto Santo), quando a dona de casa Rosyneide Almeida desceu do carro para abrir o portão da garagem de sua casa e foi abordada por um dos suspeitos, que chegou ao local em um carro branco acompanhado de pelo menos um comparsa.

Além de Rosyneide, dentro do carro também estavam os dois filhos dela, Cauã, de 4 anos, e Isadora, de 10. O ladrão correu em direção à vítima e mandou que ela retirasse as crianças que estavam no banco de trás. Cauã tem sequelas de uma encefalite – uma inflamação no cérebro – diagnosticada quando ele tinha pouco mais de um ano. Na hora do roubo, ele estava no colo da irmã, mas o carrinho adaptado, que se transforma em uma cadeira essencial para a locomoção do menino, também estava no veículo da família.

Após o crime, a família compartilhou uma publicação no Facebook pedindo que os criminosos devolvessem a cadeirinha de Cauã. Com a repercussão da publicação, uma amiga da família encontrou o carro em uma rua e acionou a polícia, Os policiais então encontram o veículo com um bilhete e o tanque cheio.

“O crime pede perdão. Na hora da tensão não deu pra ver o problema da criança. E o carro está sendo devolvido (sic). Tanque cheio”, escreveu o ladrão no bilhete colocado dentro do carro, abandonado em uma rua ainda no domingo.

A dona de casa contou em uma entrevista que a família conseguiu comprar com muita dificuldade a cadeirinha para Cauã. Segundo Rosyneide, parte da compra foi por doação porque é um carrinho adaptado, então o custo é muito alto.

Ainda de acordo com o Uol, apesar de o carro ter sido devolvido, a Polícia Civil do Espírito Santo continua investigando o crime. Até o momento, nenhum suspeito foi identificado ou preso.

Anúncio