Petrópolis tem aviso de alerta por causa de chuva

Cidade ainda se recupera de deslizamentos ocorridos em fevereiro

Rio de Janeiro – A Secretaria de Defesa Civil de Petrópolis, na região serrana do Rio, emitiu neste domingo (20), por SMS e aplicativo, avisos de alerta sobre a previsão de chuva moderada a forte, com ventos intensos a partir desta tarde. A cidade ainda se recupera do temporal do dia 15 de fevereiro que provocou a morte de 233 pessoas, que conforme a equipe Técnica e Científica da Polícia Civil, são 138 mulheres e 95 homens e 44 menores.blank

blank

(Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Segundo a Defesa Civil municipal, a maior parte das ocorrências que atingiram áreas de mais de 40 localidades foi por deslizamentos, totalizando mais de 5,2 mil casos. O Corpo de Bombeiros continua com o trabalho de buscas a uma vítima no Morro da Oficina e outras três pelo Rio Quitandinha.

Previsão

De acordo com a Defesa Civil, a mudança nas condições do tempo na Cidade Imperial, como é conhecida, se deve à passagem de uma frente fria pelo Sudeste do país, provocando instabilidade. A chuva que deve começar a cair nesta tarde pode se prolongar ao longo da noite, com possibilidade de se estender até amanhã (21), quando começa a perder a intensidade no período da tarde. As equipes operacionais da Defesa Civil atuam de sobreaviso para o atendimento a possíveis ocorrências

“As equipes de monitoramento da secretaria seguem acompanhando a meteorologia, que aponta uma redução dos acumulados pluviométricos para a cidade no período, no entanto, ainda é indicado um volume em torno de 60 milímetros. Tendo em vista que esse ainda é um índice considerado alto para o município, a Defesa Civil orienta que a população fique atenta aos alertas e avisos que ainda podem ser emitidos no período. Caso seja identificada a possibilidade de chuva forte, as sirenes também serão acionadas”, informou.

Em caso de emergência, a recomendação é ligar para os números 193 do Corpo de Bombeiros ou 199 da Defesa Civil. Os moradores de áreas de risco devem se deslocar para locais seguros. “A Defesa Civil tem 19 pontos de apoio estruturados nas localidades para acolher a população que precisar sair de suas casas”, acrescentou.

Anúncio