Polícia fecha tabacaria com mais de 600 jovens aglomerados em SP

Estabelecimento foi lacrado e o proprietário será multado em cerca de R$ 2 milhões. No evento havia 308 pessoas sem máscara

São Paulo – A polícia fechou uma tabacaria com 620 jovens aglomerados na zona norte de São Paulo durante operação na madrugada deste domingo (4). A casa foi multada em cerca de R$ 2 milhões.

A ação faz parte do Comitê de Blitz do governo de São Paulo e conta com o apoio do Garra (Grupo Armado de Repressão a Roubos) do Dope (Departamento de Operações Especiais), além de profissionais da Vigilância Sanitária, Procon e Polícia Militar.

Polícia fechou tabacaria com mais de 600 jovens aglomerados na zona norte de SP. Foto:
DIVULGAÇÃO / GOVERNO DE SP

A tabacaria está localizada na avenida Cândido Portinari, altura do número 684, na Vila Jaguara e é conhecido como Up Hookah Bar.

No local estavam 620 pessoas, sendo 308 delas sem máscara. O advogado da casa chegou a discutir com o deputado Alexandre Frota, que acompanhava a operação, e foi detido pelos policiais juntamente com duas pessoas.

A tabacaria foi fechada e o proprietário será multado em cerca de R$ 2 milhões. A ocorrência foi encaminhada ao DPPC (Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania).

Comitê de Blitz

As equipes do Comitê de Blitz inspecionaram 14 estabelecimentos na noite deste sábado (3), nos bairros Paraisópolis, Vila Madalena, Barra Funda, Paraíso e Vila Jaguara.

Além da festa clandestina, dois estabelecimentos foram autuados por descumprimento de horário de funcionamento e aglomeração, sendo um no Paraíso e outro na Vila Madalena.

Qualquer pessoa pode denunciar festas clandestinas e o funcionamento irregular de serviços não essenciais pelo telefone 0800-771-3541, pelo site www.procon.sp.gov.br ou e-mail secretarias@cvs.saude.sp.gov.br.

Anúncio