Rosa Weber participa de primeira sessão no comando do CNJ

Ministra disse que buscará a eficiência da Justiça

Brasília – A presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministra Rosa Weber, participou nesta terça-feira (20) da primeira sessão no comando do colegiado. Durante discurso proferido na abertura da sessão, a ministra disse que sua gestão buscará a eficiência da Justiça e a defesa dos direitos humanos e do meio ambiente.

(Foto: Carlos Moura/SCO/STF)

Entre as medidas que serão tomadas estão atos para combater o número de subregistros de paternidade, a ampliação da identificação civil de cidadãos, localização de pessoas desaparecidas e o enfrentamento do trabalho infantil e do trabalho análogo à escravidão.

“Buscaremos respostas céleres aos litígios afetos à subsistência e à convivência familiar, como ações de infância, família, violência doméstica, trabalhistas e previdenciária”, afirmou a ministra.

No dia 12 de setembro, Rosa Weber tomou posse na presidência do CNJ e do Supremo Tribunal Federal (STF). Rosa Weber ficará no comando dos órgãos por cerca de um ano. Em outubro de 2023, quando completará 75 anos, a ministra deverá se aposentar compulsoriamente.

Anúncio