Sobe para 24 o número de mortes causadas pelas chuvas em MG

Nas últimas 24 horas, a Defesa Civil registrou cinco novos óbitos; o registro de desalojados quase dobrou nas cidades do estado

Minas Gerais – O número de mortes em decorrência das chuvas em Minas Gerais subiu para 24. O balanço divulgado pela Defesa Civil nesta quarta-feira (12) contabiliza casos desde o dia 1º de outubro.

Patos de Minas ficou alagada. (Foto: Corpo de Bombeiros / Minas Gerais)

Cinco óbitos foram registrados no boletim nas últimas 24 horas. Nesta terça-feira (11), um homem morreu após ser atingido por um muro que caiu enquanto ele trabalhava, em Contagem, na Grande BH. Segundo testemunhas, uma ventania causou a queda da estrutura.

Em Santana do Riacho, a 96 km de Belo Horizonte, Jean Ricardo de Matos, de 34 anos, não resistiu ao ser atingido por um raio quando escalava o Morro da Pedreira, na região da Serra do Cipó.

Na segunda-feira (10), o Corpo de Bombeiros localizou duas mulheres no córrego da cidade de Perdigão, a 139 km da capital, após terem o carro levado pela enxurrada. As vítimas, de 79 e 55 anos, estavam desaparecidas desde o último sábado (8).

Também no sábado (8), um homem de 55 anos teve a casa atingida por um deslizamento de terra. O corpo dele foi localizado na segunda (10).

Desabrigados e desalojados

Ainda segundo a Defesa Civil, o número de desalojados, ou seja, pessoas que deixaram suas casas e foram para imóveis de parentes ou amigos por causa dos temporais, quase dobrou em comparação ao último balanço, chegando a 24.610. Já o número de desabrigados, aqueles que necessitam de abrigo público, subiu para 3.992.

O aumento expressivo foi registrado depois que cerca de 55 mil pessoas de Governador Valadares, a 314 km de Belo Horizonte, serem afetadas pela chuva. De acordo com o órgão, há aproximadamente 10 mil desalojados e 304 desabrigados devido às enchentes no município. A prefeitura informou, na manhã desta quarta-feira (12), que o nível do rio Doce está em 4,25 mm e a estiagem na região indica uma possível estabilidade.

Governador Valadares e outras 340 cidades decretaram situação de emergência em razão dos temporais. Nesta terça-feira (11), eram 145.

Anúncio