Último post do perfil de cão que morreu após falha de cia aérea emociona; VEJA

Animal, da raça golden retriever, tinha 4 anos e foi enviado para um destino diferente do que o tutor dele iria

São Paulo- A morte de um cachorro da raça golden retriever, após uma falha da cia aérea, abalou e revoltou internautas. No perfil dedicado ao animal, de nome Joca, nas redes sociais, mantido pelo tutor João Fantazzini, foram várias as mensagens de apoio pela triste notícia, além de comentários pedindo por justiça.

(Foto: Reprodução/ Instagram)

Na última publicação da página, compartilhada há seis dias, o tutor comentou justamente sobre a expectativa do cachorrinho de 4 anos para a viagem. “Meu pai disse que vamos nos mudar para bem longe! Já estou ansioso para andar de avião!”, diz a legenda do post com a foto de Joca.

O cão viajava com a família, saindo do aeroporto internacional de São Paulo, em Guarulhos, para Sinop (MT). A empresa aérea, todavia, enviou a caixa com o cachorro para Fortaleza (CE).

Assim que chegou em Sinop, o tutor, João Fantazzini, foi notificado sobre o ocorrido e retornou para Guarulhos para reencontrar Joca, que foi enviado de volta.

A Gol afirma que durante o período na capital cearense uma equipe da empresa desembarcou o cachorro e se encarregou de cuidar dele até o embarque no voo para São Paulo.

A companhia alega também que chegou a encaminhar registros para o tutor de Joca de seu animal sendo acomodado de volta na aeronave.

Apesar de ter retornado a Guarulhos, o animal chegou sem vida.

Um vídeo, realizado por familiares de Joca, mostram uma mulher falando sobre o estado em que o animal foi encontrado. Segundo a denunciante, o cachorro ficou sob o forte sol durante a espera do voo de volta.

Veja a publicação:

Anúncio