VÍDEO: filha de comentarista esportivo fica ferida ao cair de tirolesa no Mineirão

O acidente aconteceu na última quinta-feira (12) e o vídeo foi publicado pelo comentarista esportivo

Minas Gerais – Maria Luiza de Oliveira, 13, filha do comentarista esportivo Alê Oliveira, acabou caindo de uma tirolesa instalada no Estádio Mineirão na Região da Pampulha, em Belo Horizonte. De acordo com o Uol, o acidente aconteceu na última quinta-feira (12) e o vídeo foi publicado pelo pai da adolescente nas redes sociais.

Maria Luiza, filha do comentarista esportivo Alê Oliveira, acabou caindo de uma tirolesa no Estádio Mineirão (Foto: Reprodução – Redes Sociais)

Nas imagens, é possível ver o momento em que Maria Luiza, presa ao equipamento na arquibancada do estádio Mineirão, recebe aval de um instrutor para seguir no equipamento. O registro mostra que ela cai pouco depois da saída, ainda na área de concreto.

“Não posso, mas fico imaginando o tempo todo o que teria acontecido se ela tivesse caído só um pouco à frente. Agradeço muito a Deus pela minha filha estar viva hoje, foi um milagre”, afirmou o pai da adolescente, o comentarista esportivo Alê Oliveira.

A adolescente foi levada ao hospital e recebeu alta no mesmo dia com escoriações na perna esquerda, no braço esquerdo, tórax e abdômen. O comentarista afirmou que decidiu expor o fato para que ele servisse de alerta contra a impunidade.

 “Essa fatalidade aconteceu no Mineirão na última quinta dia 12 as 15h. De lá pra cá procurei cuidar da Malu, minha única filha, o amor da minha vida. E também pensei se devia postar o vídeo ou não. Essa decisão foi um grito contra a irresponsabilidade, impunidade, contra a falta de cuidado com a vida do próximo”, disse Alê por meio do seu Instagram.

Após a queda da menina, o funcionamento da tirolesa instalada no Mineirão foi suspenso. A informação é das empresas Minas Arena, que administra o Mineirão, da MXP, que contratou a tirolesa, e da Nerea, empresa responsável pela operação da atividade.

A tirolesa do Mineirão consistia em uma trajetória entre dois pontos em que o praticante fica suspenso por uma corda de aço. A idade mínima para descer na tirolesa é de 4 anos e não há restrição de peso, desde que o equipamento se ajuste adequadamente ao corpo do praticante.

De acordo com as especificações da empresa responsável, aextensão da tirolesa é 220 metros e ela parte de uma altura de 35 metros, saindo do anel superior da arquibancada do Mineirão. Além disso, a velocidade da descida varia de 20 a 45 Km/h, tendo influência do peso do praticante.

Veja a íntegra da nota do Mineirão:

O Mineirão, a MXP — empresa contratante da tirolesa —, e a Nerea, empresa responsável pela operação da tirolesa, lamentam o acidente ocorrido na quinta-feira (12), no estádio. A visitante recebeu prontamente o atendimento médico no Mineirão e foi encaminhada para o Hospital João XXIII, que diagnosticou escoriações leves sem fratura. Ela foi liberada no mesmo dia.

A perícia realizada identificou falha humana na operação. O Mineirão encerrou imediatamente a atividade de tirolesa no estádio.

Mineirão, MXP e Nerea reiteram que prestaram todo o suporte à visitante e seus familiares e seguem à disposição dos envolvidos.

É proibida a reprodução deste conteúdo, desde que citada a  fonte: D24AM.COM

Veja vídeo:

Anúncio