VÍDEO: suspeito de estuprar e espancar mulher é queimado vivo ao deixar prisão

A vítima foi abordada na rua e arrastada para um matagal onde foi espancada e estuprada

Goiás – Carlos Henrique Amorim, 28, suspeito de estuprar e espancar uma mulher, foi encurralado e espancado após ter deixado a cadeia, na última quarta-feira (19), o homem ainda teve o corpo queimado enquanto estava vivo. Carlos foi liberado três dias após ter sido autuado pelo crime de estupro.

(Foto: Reprodução)

De acordo com informações, a vítima foi abordada na rua, na noite do último domingo (16) e arrastada para um matagal onde foi espancada e estuprada. Na ocasião, Carlos foi preso em flagrante e autuado por estupro. Imagens de câmeras de segurança de uma residência mostraram o homem agarrando a vítima de 56 anos pelos cabelos e arrastando a mulher para um lote baldio. Além de agredir a vítima, que ficou com o rosto desfigurado após receber socos e chutes, ele também cometeu abuso sexual.

Mesmo autuado em flagrante, Carlos Henrique foi liberado três dias após cometer o crime.

Com 80% do corpo queimado, o homem foi encontrado caído na rua. Segundo testemunhas, o Carlos foi agredido por cerca de 10 pessoas. O galão que teria sido usado para colocar o combustível jogado no corpo de Carlos, foi localizado nas proximidades do local onde o homem foi encontrado.

O suspeito chegou a ser socorrido, mas morreu a caminho do hospital. Ninguém foi preso.

O Instituto Médico Legal (IML) foi acionado para a remoção do corpo e o crime deve ser investigado pelo Grupo de Investigações de Homicídios (GIH), de Senador Canedo.

CENA FORTE:

Anúncio