Youtuber atira em casa de homem que chamou a mãe dele de macaca

O youtuber está preocupado agora com a repercussão e a possibilidade de ser preso, ele poderá responder por porte ilegal de arma; veja vídeo

Paraná – O youtuber Derick Silvério, conhecido como “Silver Cop”, atirou em direção ao portão da casa do homem que xingou a mãe dele de macaca em uma padaria de Paranavaí, no Paraná. Toda a ação foi filmada por um amigo dele. O homem confirma o xingamento racista e diz que Derick é da “mesma laia, da mesma espécie”.

Segundo a reportagem, ele estava revoltado pedindo que o agressor saísse para conversar. Como não é atendido, ele saca a arma, atira primeiro para o alto. O homem então corre para dentro da casa. Em seguida, o youtuber atira no portão de ferro da residência, mas é convencido a deixar o local pelo amigo e entra no carro.

(Foto: Reprodução)

Antes de ir até a casa do homem acusado de racismo, Derick conversa com a mãe no carro e a faz contar o que ocorreu. Ela então diz que foi xingada de macaca na padaria depois de ter chamado a atenção do homem por estar sem máscara no estabelecimento em meio à pandemia.

Leia mais: Equipamento de proteção impede jovem de enxugar as lágrimas ao ver pai morrer de Covid-19

De acordo com o depoimento do youtuber em um vídeo, ele não vai mais aceitar que a família dele, que é preta, seja mais vítima de racismo. Em outro momento, ele afirma ter comprado uma arma e “estar louco para dar uns pipocos”.

Gravação

O vídeo foi publicado no canal do Derick no dia 28 de dezembro e teve mais de três milhões de visualizações. Silver Cop tem mais de 2 milhões de seguidores. Alguns deles até pensaram que era uma armação, mas o youtuber mostra a arma usada, as munições, fala do poder de fogo e, no vídeo, é possível ver a marca de bala no portão da casa.

Derick está hoje no hospital porque sofreu um acidente de carro. Ele estava no volante, viajando com um amigo, quando bateu o carro na estrada. O companheiro morreu.

blank

(Foto: Divulgação/Rede Social)

Em nota, a Polícia Civil do Paraná informou que nenhum boletim de ocorrência sobre o fato foi registrado, nem mesmo o de racismo. A polícia soube do caso após a repercussão na internet e passou a investigar o crime.

O youtuber está preocupado agora com a repercussão e a possibilidade de ser preso. Ele poderá responder por porte ilegal de arma, caso não tenha a licença.

Assista:

Anúncio