Ações contra desinformação reúnem 57 instituições

Instituições, públicas e privadas, se uniram para combater os efeitos negativos provocados pelas notícias falsas no processo eleitoral das Eleições 2020

Brasília – O programa de enfrentamento à desinformação liderado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já conta com 57 instituições públicas e privadas que se uniram para combater os efeitos negativos provocados pelas notícias falsas no processo eleitoral das Eleições 2020. O Programa de Enfrentamento à Desinformação do TSE prevê uma série de iniciativas para capacitar as pessoas a identificar e checar uma desinformação, estimular a compreensão sobre o processo eleitoral, incluindo o funcionamento da urna eletrônica, desestimular ações de proliferação de informações falsas e aperfeiçoar métodos de identificação de possíveis práticas de disseminação de conteúdos falsos. A ideia, segundo o presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, é “coibir a disseminação de notícias falsas não pelo controle de conteúdo, mas mediante esclarecimentos, conscientização e informações de qualidade capazes de conter esse fenômeno do mal. Liberdade de expressão não é liberdade para difundir a mentira e o ódio”.

Leitos

O Ministério da Saúde habilitou, nesta quarta-feira (14), dez leitos no Amazonas com suporte ventilatório pulmonar para atendimento exclusivo dos pacientes da Covid-19.

Recursos

Com a habilitação dos leitos, ficou estabelecido recurso financeiro do Bloco de Manutenção das Ações e Serviços Públicos de Saúde – Grupo Coronavírus ao Estado do Amazonas e município de Tefé no valor de R$ 143.616.

Escolas

A prefeitura de Manicoré contratou a empresa Sigma Engenharia e Consultoria Ltda. por R$ 533 mil para construir escolas em madeira com uma sala de aula nas comunidades rurais naquela cidade. O contrato tem duração de 90 dias.

Tribunal

Para homenagear as vítimas da Covid-19 no Amazonas e os profissionais que estão na linha de frente ao combate da doença, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) irá inaugurar, nesta quinta-feira, 15, um monumento nas dependências da Corte de Contas.

Anúncio