Alunos criam APP para melhorar experiência sensorial de surdos

O aplicativo capta os sons que estão sendo emitidos e faz o aparelho de telefone celular vibrar no ritmo desses sons, em tempo real

Rio de Janeiro – Um grupo de alunos da Escola de Inovadores desenvolveu um aplicativo para proporcionar uma experiência sensorial aos portadores de deficiência auditiva. Utilizando uma programação de inteligência artificial o aplicativo Feel the Music (FTN, sinta a música, em tradução livre), capta os sons que estão sendo emitidos e faz o aparelho de telefone celular vibrar no ritmo desses sons, em tempo real.

(Foto: Marcello Casal Jr./ABr)

Indígenas
A procuradora da República Nathália Geraldo Di Santo vai investigar ausência de prestação de saúde aos indígenas da etnia Kokama, pertencentes às comunidades São Pedro do Norte, Palmari, Nova Aldeia e Estirão do Equador, localizadas em Atalaia do Norte, pelo DSEI Vale do Javari.

Lenha
Um motorista de Goiás encontrou um jeito de economizar no gás de cozinha: recolher lenha pelas ruas de Goiânia. Valdísio Alves da Cruz contou à TV Anhanguera que ele e a mulher aproveitam as vezes que saem de carro para pegar lenha e levar para casa. Com um pequeno machado, Cruz corta os galhos e coloca tudo no porta-malas.

Preocupação

Quando o conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos, Jake Sullivan, visitou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na quinta-feira, 5, trouxe uma mensagem do governo norte-americano: não tumultue as eleições. Uma fonte familiarizada com o assunto confirmou que o governo Biden levantou preocupações com o pleito.

blank

Escola – Uma pesquisa feita pela Fundação Lemann mostrou que 94% das crianças e dos adolescentes tiveram alguma mudança de comportamento durante a pandemia. Segundo os pais e responsáveis, 34% perderam o interesse pela escola (Foto: Studio Formatura/Galois)

Anúncio