Após polêmica, gestão estadual ‘cancela’ buffet

Por meio do deputado estadual Wilker Barreto (Podemos), foi tornado público que a Casa Civil resolveu publicar um aditivo em um contrato para uma empresa fornecer buffets para eventos da administração estadual

Manaus – A mudança da chefia do cargo mais importante neste momento, a do secretário de Estado de Saúde do Amazonas, foi alvo de duras críticas pela hora escolhida. A decisão foi tomada após o secretário fazer declarações para a imprensa sobre o colapso no sistema de saúde, que já estava na UTI. Guardadas as devidas proporções, o governo se preocupou com a imagem em outro assunto que, certamente, causa espécie em época de crise. Por meio do deputado estadual Wilker Barreto (Podemos) foi tornado público que a Casa Civil, sob a gestão do vice-governador Carlos Almeida, resolveu publicar um aditivo em um contrato para uma empresa fornecer buffets de cardápios finos para eventos da administração estadual. Ao perceber a reação negativa nas redes sociais, a medida foi logo suspensa em meio ao ‘corre-corre’ para apagar este ‘incêndio moral’. Como resultado, a nota de empenho deste gasto foi cancelada. A decisão impediu uma despesa que torraria R$ 323 mil dos cofres públicos em meio a tantas prioridades necessárias para salvar vidas.

Acompanhamento

O Ministério Público do Amazonas (MP-AM) instaurou quatro procedimentos administrativos para acompanhar o fornecimento de serviços essenciais, condições sanitárias e aspectos das relações de consumo que tenham impactos na contaminação pelo coronavírus.

Energia

Um dos procedimentos do MP-AM tem objetivo para acompanhar as providências adotadas pela concessionária Amazonas Energia para garantir a continuidade do serviço de distribuição de energia elétrica e proteger consumidores e profissionais durante a pandemia.

Transparência

A Assembleia Legislativa do Estado (ALE) aprovou, nesta quarta-feira (8), projeto do deputado estadual Delegado Péricles (PSL) que obriga transparência por parte do governo do Estado sobre todos os contratos emergenciais firmados durante as ações de combate ao coronavírus.

Dados públicos

De acordo com a propositura, a relação de todos contratos em caráter de emergência e, ainda, os que visarem a destinação de verbas para o mesmo fim, devem ser publicados no endereço eletrônico da administração pública estadual, o Portal da Transparência.

Anúncio