Bolsonaro: ‘Acabei com a Lava Jato porque não tem mais corrupção’

A declaração foi uma resposta às críticas de lavajatistas por ter se aproximado de ministros do STF que se posicionam contrários à operação

Brasília – O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quarta-feira (7), que acabou com a Operação Lava Jato, porque, segundo ele, “não há mais corrupção no governo”. A declaração foi uma resposta às críticas de lavajatistas por ter se aproximado de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) que se posicionam contrários à operação tocada pelo ex-juiz Sérgio Moro. Os ministros Gilmar Mendes e Dias Toffoli chancelaram o nome do desembargador Kassio Marques para a vaga a Corte.

(Foto: Marcelo Camargo/ABr)

TJAM

Tramita na Câmara Municipal de Manaus (CMM) moção de parabenização ao Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), por meio do desembargador Domingos Chalub, pela conquista de 1.º lugar entre tribunais estaduais em aferição do CNJ sobre Tecnologia da Informação (TI).

Nova CPI

O deputado Wilker Barreto submeteu o requerimento da ‘CPI da OS e da PPP’ para assinaturas. Os alvos são o HPS Delphina Aziz e a UPA Campos Sales.

Mais vereadores

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) aumentou de nove para 11 o número de vereadores na Câmara Municipal de Canutama, a partir da eleição deste ano. A decisão teve parecer favorável do Ministério Público Eleitoral (MPE).

Lacuna

A Zona Franca de Manaus perdeu um dos seus maiores defensores e especialistas, o executivo Celso Piacentini, vítima da Covid. Sua ausência fará falta ao Amazonas na reforma tributária.

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello e a primeira-dama da República, Michelle Bolsonaro, participam do lançamento da campanha para detecção precoce do câncer de mama (Foto: Marcello Casal Jr/ABr)

Anúncio