Bolsonaro fará viagem para se aproximar da China

A notícia foi confirmada durante transmissão, ao vivo, via Facebook, feita na noite desta quinta-feira (14). Ele estava acompanhado dos ministros da Saúde e de Relações Exteriores

Manaus – Ao comentar a viagem que fará aos Estados Unidos, no próximo domingo (17), o presidente Jair Bolsonaro disse que quer se aproximar da China, mas ressaltou que o país é o principal parceiro comercial do Brasil. Bolsonaro falou sobre o assunto durante transmissão ao vivo, no Facebook, na noite desta quinta-feira (14).

Sentado ao seu lado, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, lembrou que Bolsonaro confirmou viagem à China, este ano após, reunião com o embaixador chinês, na semana passada. O ministro de Relações Exteriores, Ernesto Araújo, disse que a visita aos Estados Unidos vai marcar a retomada de uma parceria natural.

Em outubro, ainda como candidato, Bolsonaro queixou-se de que a China não está comprando no Brasil, ela está comprando o Brasil. Após a eleição, em novembro, a China fez um alerta a Bolsonaro sobre os riscos econômicos de o Brasil seguir a linha do presidente Donald Trump. Em editorial publicado pelo jornal estatal ‘China Daily’, Bolsonaro foi descrito como “menos que amigável” em relação à China durante a campanha e foi advertido.

Portos

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE), deputado estadual Josué Neto (PSD), solicitou, por meio de requerimentos, providências e explicações sobre a interdição dos dois Terminais Hidroviários do município de Itacoatiara.

Motivo

Os portos citados pelo parlamentar estão fechados desde o dia 1° de março pela Marinha do Brasil naquela cidade.

Segurança

Tramita na Câmara Municipal de Manaus (CMM) projeto que obriga os bancos, que tenham caixas eletrônicos, a contratar vigilância armada para atuar, durante todo o horário nos guichês das casas lotéricas, assi como quando disponibilizar acesso aos terminais eletrônicos das agências bancárias, inclusive nos finais de semana e feriados.