‘Caciques’ decidirão sobre os R$ 285 mi do fundo eleitoral

De acordo com petições entregues pelos partidos ao TSE, as executivas nacionais do PP, do PSL e do SD informaram que o destino do montante será decidido livremente pelas cúpulas

Brasília – A s executivas de três partidos comandados por conhecidos ‘caciques políticos’ terão autonomia plena para decidir quais candidaturas serão destinatárias de um montante de dinheiro público que chega a R$ 285 milhões. Essa é a soma do montante que as cúpulas do Progressistas, presidido pelo senador Ciro Nogueira (PI); do PSL, liderado pelo deputado Luciano Bivar (PE); e SD, do deputado Paulinho da Força (SP), vão distribuir de dinheiro do Fundo Especial de Financiamento de Campanha, mais conhecido como fundo eleitoral, no pleito de 2020, mostra reportagem da edição desta terça-feira (4), do jornal O Estado de S. Paulo. De acordo com petições entregues pelos partidos ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), com os critérios da distribuição do fundo, as executivas nacionais do PP, do PSL e do SD informaram que o destino de R$ 140 milhões, R$ 99,7 milhões e R$ 46 milhões, respectivamente, será decidido livremente pelas cúpulas.

Impeachment

A tentativa de desqualificar o pedido de impeachment do governador Wilson Lima por parte do deputado Carlinhos Bessa mostra que, para a base aliada, o escândalo da Saúde e a operação Sangria da Polícia Federal, com o aval da Justiça, não valem nada.

Mandado de segurança

O deputado estadual Wilker Barreto (Podemos) afirmou que irá ingressar com um mandado de segurança contra a rapidez da votação do relatório da Comissão do Impeachment, que aprovou o parecer favorável ao arquivamento do pedido de afastamento do governador do Amazonas, Wilson Lima, e do seu vice, Carlos Almeida.

Exame

A promotora de Justiça Silvana Nobre de Lima Cabral prorrogou inquérito para continuar investigando demanda reprimida para o exame de videolaringoscopia e as providências adotadas pela Secretaria de Estado de Saúde (Susam) para atender os usuários de tal serviço.

Kits cirúrgicos

O Centro de Serviços Compartilhados (CSC) do governo do Estado publicou, no último dia 28, extrato de registro de preço no valor de R$ 10,7 milhões para contratar a empresa W. N. Comercio, Importação e Representações Ltda. para aquisição de 71 mil kits cirúrgicos.