Cinco indígenas são eleitos para Câmara dos Deputados

Entre eles, Sônia Guajajara, que foi eleita pelo Psol de São Paulo e recebeu 156.966 votos

Foram eleitos cinco indígenas nas eleições de 2022 para a Câmara dos Deputados. Entre eles, Sônia Guajajara, que foi eleita pelo Psol de São Paulo e recebeu 156.966 votos. Guajajara é formada em Letras e Enfermagem e é coordenadora-executiva da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib) e integrante do Conselho da Iniciativa Inter-religiosa pelas Florestas Tropicais do Brasil. Foi candidata a vice-presidente da República na chapa de Guilherme Boulos em 2018. Já a professora ativista indígena Célia Xakriabá foi eleita pelo Psol de Minas Gerais com 101.154 dos votos. Sua pauta é a defesa dos territórios indígenas e de ações que atenuem as mudanças climáticas. Foi da primeira turma de Educação Indígena da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) em 2013. A atual deputada Joenia Wapichana (Rede-RR), a primeira mulher indígena eleita para a Câmara, não conseguiu a reeleição.

Passagens

O Ministério Público do Amazonas (MP-AM) instaurou inquérito civil para apurar o aumento abusivo dos preços das passagens cobradas pela Associação dos Taxistas Fluviais, no trecho Benjamin Constant a Tabatinga, no oeste do Estado.

Homenagem

O desembargador do trabalho Audaliphal Hildebrando da Silva, diretor da Escola Judicial do TRT da 11ª Região (Ejud11), recebeu o título de cidadão honorário de São Gabriel da Cachoeira. O título foi entregue durante sessão solene, na Câmara Municipal daquela cidade.

Proposta 1

Projeto de lei para conceder aos portadores de diabetes do tipo mellitus, a prioridade no atendimento em casos de exames que exijam abstenção total de alimentos.

Proposta 2

A justificativa da iniciativa se dá na necessidade de evitar a indisposição de quem possui tal condição, uma vez que se entende a dificuldade de se manter muitas horas em jejum.

Contas

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) multou o presidente da Câmara Municipal de Barreirinha em 2020, João Pereira Vasconcelos, em mais de R$167 mil, considerando multa e alcance. Foram encontradas 11 restrições que levaram ao julgamento das contas como irregulares.

Irregularidades

Conforme o relatório apresentado pelo conselheiro do TCE, Júlio Pinheiro, foram encontradas 11 irregularidades na prestação de contas do gestor.

Justificativa

O eleitor que esteve ausente de seu domicílio eleitoral no primeiro turno, realizado no domingo (2) tem até 60 dias para justificar sem pagar multa.

Meios

A justificativa pode ser feita pelo aplicativo e-Título, ou com a apresentação do formulário Requerimento de Justificativa Eleitoral (RJE) pela internet ou nos locais indicados pelos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) espalhados pelos Estados do País.

Boca de urna e compra de votos motivaram prisões durante votação

blank

(Foto: Antonio Cruz/ABr)

Os crimes de boca de urna, compra de votos e de violação do sigilo do voto motivaram as prisões em flagrante realizadas no domingo (2) durante o primeiro turno das eleições. De acordo com balanço divulgado, nesta segunda, pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), 1.378 crimes eleitorais foram registrados durante a votação e 352 pessoas foram presas.Quem foi preso em flagrante por boca de urna responderá a processo.

blank

(Foto: Tânia Rêgo/ABr)

Registros – Desde o início da operação do Censo Demográfico 2022, em 1º de agosto, foram recenseadas 104.445.750 pessoas, em 36.567.808 domicílios no país. Destas, 8.9% estavam na Região Norte.

Anúncio