CNBB elege continuidade no comando e frustra ala conservadora

A eleição da diretoria da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) para o período 2019-2023 consolidou a vitória de um grupo moderado, visto por conservadores como ‘esquerdizado’

Brasília – Concluída nesta semana com a escolha do secretário-geral, a eleição da diretoria da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) para o período 2019-2023 consolidou a vitória de um grupo moderado, que indica continuidade da atual gestão, mas visto por conservadores como ‘esquerdizado’. Dom Joel Portella Amado, bispo auxiliar do Rio de Janeiro, exercerá a função de secretário, pela decisão de 301 bispos reunidos em Aparecida.

(Foto: Divulgação/Com. Shalom)

Retorno

Cuba decidiu permitir a volta dos doutores cubanos que ficaram no Brasil depois do fim do programa Mais Médicos. Como regra, profissionais que decidem morar nos países para os quais foram enviados por Cuba, descumprindo o contrato do programa, ficam proibidos de retornar à ilha por oito anos.

Saúde

Aguarda recebimento de emendas e elaboração de parecer, na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), um projeto de lei que pretende instituir o Programa Nacional de Atenção ao Paciente Cardiológico.

Atualização

A Advocacia-Geral da União (AGU) promoveu uma atualização das regras de funcionamento da Equipe de Trabalho Remoto de Ações de Improbidade Administrativa (ETR-Probidade) da Procuradoria-Geral Federal.

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) liberou, nesta sexta-feira (10), o tráfego de veículos em 19,4 quilômetros pavimentados de a Rodovia BR-163, que liga o centro produtor de grãos do Brasil aos portos da região Sul (Foto: Divulgação/DNIT)