Comissão da Câmara Federal acompanha queimadas

Comissão temporária para acompanhar o combate aos incêndios que têm atingido o Pantanal se reunirá, nesta quarta-feira (23), para votar o plano de trabalho e requerimentos

Brasília – A comissão temporária para acompanhar o combate aos incêndios que têm atingido o Pantanal se reunirá, nesta quarta-feira (23), para votar o plano de trabalho e requerimentos. Será analisado o plano de trabalho do relator, senador Nelsinho Trad (PSD-MS). Sua primeira proposta é uma diligência em Corumbá (MS), nas áreas afetadas pelas queimadas, em 3 de outubro, sábado. Além do plano de trabalho, a comissão deve votar requerimentos de audiência pública, também apresentados pelo relator para discutir atuação governamental no combate às queimadas no Pantanal e seus desdobramentos. Um pedido de audiência pública para coleta de subsídios para elaboração do Estatuto do Pantanal também está incluído na pauta para votação. Ainda será votado um convite ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, para discutir as ações de enfrentamento aos incêndios no bioma Pantanal. O senador Wellington Fagundes (PL-MT) agradeceu a aprovação do requerimento para a criação da comissão para monitorar ações contra incêndios no Pantanal.

Rodovia

O deputado Serafim Corrêa (PSB) comemorou, nesta terça-feira (22), o anúncio da pavimentação de 52 quilômetros da BR-319 em 2021, pelo Ministério da Infraestrutura e disse que depois de muitos imbróglios, pela primeira vez, a pauta caminha para uma solução.

Energia

Para o presidente da Assembleia Legislativa do Estado (ALE) deputado estadual Josué Neto (PRTB) o governo Bolsonaro tem mostrado seu compromisso com a Amazônia ao investir no desenvolvimento do polo biotecnológico do Amazonas. “Isso se chama sensibilidade política e econômica, se chama responsabilidade com o povo amazonense”, disse.

Juizado 1

A Corregedoria-Geral de Justiça do Amazonas (CGJ-AM) e o Juízo da Vara de Registros Públicos e Usucapião concluíram um processo de intervenção realizado junto ao cartório do 4º Oficio de Registro Civil de Pessoas Naturais da Comarca de Manaus.

Juizado 2

Processo de intervenção se deu em razão de irregularidades observadas na gestão do referido cartório e após dez meses de trabalho, e culminou na posse de uma responsável interina, que dará segmento às ações do interventor.

Anúncio