Curso Internacional de Operações na Selva recebe militares de 8 países

O curso iniciou em 16 de outubro, no Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS), e conta com militares da Bolívia, Espanha, Estados Unidos, França, Índia, Peru, Senegal e Suécia. Leia mais na coluna Claro & Escuro

Curso Internacional de Operações na Selva recebe militares de 8 países

Militares de oito países estão fazendo o curso internacional de operações na selva, no Comando Militar da Amazônia, em Manaus. O curso iniciou em 16 de outubro, no Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS), e será realizado em seis semanas, sendo dividido em três fases: de vida na selva; de técnicas especiais; e de operações, na qual os militares colocam na prática os ensinamentos adquiridos nas fases anteriores. Foram matriculados militares da Bolívia, Espanha, Estados Unidos, França, Índia, Peru, Senegal e Suécia.

Verbas do Fundeb

O Ministério Público Federal apura a existência de transporte universitário na Região Metropolitana de Manaus, que utiliza indevidamente veículos com verbas do Fundeb.

Briga por terra

Também está na mira do Ministério Público Federal a tentativa de criação de uma comunidade indígena kokama em terras do Incra já ocupadas pela comunidade não indígena São Gabriel, em Benjamin Constant (AM).

Indígenas waraos

Ainda há 237 indígenas venezuelanos waraos em Manaus, segundo números da Secretaria de Justiça do
Amazonas. Em meados deste ano, o número chegou a cerca de 600. Muitos estão indo para Belém (PA).

Menos empregos

A Câmara de Dirigentes Lojistas de Manaus prevê a abertura de cerca de 2 mil vagas de emprego com as vendas do final deste ano, um terço do que era tradicionalmente anunciado em anos em que a economia estava em crescimento.

Ministro nega liberdade para Eduardo Cunha

O ministro Rogerio Schietti Cruz, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), negou pedido de liberdade feito pela defesa do ex-deputado Eduardo Cunha. O peemedebista foi preso em outubro de 2016, por decisão do juiz federal Sérgio Moro.

Anúncio