Divulgado balanço sobre apreensão de drogas e combate ao tráfico

De janeiro a junho, foram apreendidas 1,2 mil toneladas (1.253 kg) de maconha e 92,5 toneladas (92.587 kg) de cocaína, além de outras drogas

Brasília – Na data em que se comemora o Dia Internacional de Combate às Drogas, o Ministério da Justiça e Segurança Pública divulgou um recorde de apreensões de drogas no Brasil no primeiro semestre deste ano. De janeiro a junho, as polícias estaduais, Federal e Rodoviária Federal, juntas, apreenderam 1,2 mil toneladas (1.253 kg) de maconha e 92,5 toneladas (92.587 kg) de cocaína, além de outras drogas.

Foto: Divulgação/Ministério da Justiça

Ataques

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou ser preciso um marco legal que consiga limitar os ataques antidemocráticos a instituições no País sem colocar em xeque a liberdade de expressão.

Pedido

O advogado Paulo Emílio Catta Preta, que representa Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), entrou na Justiça com pedido de substituição da prisão preventiva por prisão domiciliar.

Cirurgia

O habeas corpus a favor de Queiroz cita o tratamento a um câncer no intestino, uma cirurgia de próstata feita há dois meses e o risco de contágio por estar no grupo de risco em virtude do coronavírus.

Mais de 6,5 mil brasileiros que estavam na Bolívia foram repatriados, informou o Ministério da Defesa. A ação ocorrida em Corumbá, Mato Grosso do Sul, foi encabeçada pelo Comando Conjunto Oeste, por intermédio da Força Terrestre (Foto Divulgação/Ministério da Defesa)