Eleição no Senado e abertura do ano acontecem na semana

A cada dois anos, obedecendo à Constituição, novas Mesas são escolhidas para comandar o Senado e a Câmara

Brasília – A definição do próximo presidente do Senado e a abertura do ano legislativo no Congresso Nacional marcam, a partir desta segunda-feira (1º), uma nova configuração política no âmbito do Poder Legislativo. A cada dois anos, obedecendo à Constituição, novas Mesas são escolhidas para comandar o Senado e a Câmara. A eleição dos novos membros da Mesa do Senado começa com a reunião preparatória marcada para as 14h desta segunda, quando é escolhido o presidente em votação secreta. Em seguida, o eleito toma posse e define a realização de uma segunda reunião preparatória, dessa vez para a escolha dos demais integrantes da Mesa: dois vice-presidentes e quatro secretários (com os respectivos suplentes). O segundo biênio da 56º Legislatura terminará em 31 de janeiro de 2023. Quatro senadores disputam a presidência do Senado para os próximos dois anos: Jorge Kajuru (Cidadania-GO), Major Olimpio (PSL-SP), Rodrigo Pacheco (DEM-MG) e Simone Tebet (MDB-MS). Novas candidaturas podem ser registradas até o dia da eleição.

Contrato

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) dispensou licitação para contratar a empresa Space Serviços de Alvenaria e Locações pelo valor de R$ 62 mil para locação de um contêiner frigorífico, para armazenamento de cadáveres, que será instalado no Hospital de Campanha Nilton Lins pelo período de 90 dias.

Ajuda 1

Com recursos da ordem de R$ 1 milhão, a usina de oxigênio de Humaitá é a única do Amazonas adquirida por meio de emenda parlamentar. A observação foi feita pelo ministro da Saúde Eduardo Pazuello durante encontro com parlamentares estaduais.

Ajuda 2

Ao comentar a respeito do assunto, o ministro parabenizou os deputados responsáveis por dotar o interior do Estado com equipamentos de apoio ao sistema de saúde.

Atividades

O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) tem, atualmente 132 servidores em teletrabalho, distribuídos em áreas administrativas e judiciárias, que ingressaram no programa desde 2017, seguindo normas definidas pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e pelo Tribunal.

Anúncio