Em Presidente Figueiredo, lixo é atirado na prefeitura

A ação foi gravada e o vídeo de dois minutos viralizou, ficando entre os assuntos mais comentados pelos internautas do Amazonas

Manaus – Há sete dias sem receber coleta de lixo em frente de casa, moradores do município de Presidente de Figueiredo (a 127 quilômetros de Manaus) protestaram de uma forma inusitada: despejaram sacos de lixo domésticos em frente à sede da prefeitura da cidade nesta segunda-feira (16). A ação foi gravada e o vídeo de dois minutos viralizou, ficando entre os assuntos mais comentados pelos internautas do Amazonas. Logo, surgiram novas imagens que, segundo os moradores do município, são das ruas de Presidente Figueiredo, onde aparecem lixeiras viciadas a céu aberto. Procurada pela reportagem, a assessoria de imprensa da prefeitura não respondeu se a coleta de lixo na cidade estava parada; qual a empresa que presta o serviço; e o valor mensal destinado ao sistema de coleta de resíduos na cidade. Com um pouco mais de 36 mil habitantes, Presidente Figueiredo é administrada pelo prefeito Romeiro Mendonça (PDT) e seu vice Mario Abraão (PDT), que buscam a reeleição no ano que vem.

Zona Franca

A comissão especial que analisa propostas que tratam da concessão de subsídios tributários, financeiros e creditícios realiza audiência pública nesta terça-feira (17), sobre a Zona Franca de Manaus (ZFM) e subsídios ao desenvolvimento regional.

Suframa

A Assembleia Legislativa do Estado (ALE) promoveu audiência pública para debater a implantação da área da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) nos municípios. A propositura do deputado Álvaro Campelo (Progressistas) visa reunir as entidades para encontrar soluções e oportunidades de geração de renda.

Energia

A promotora de Justiça em Parintins Marina Campos Maciel instaurou inquérito civil para acompanhar e viabilizar coleta de dados concretos sobre o fornecimento de energia elétrica aos moradores daquele município.

Indígenas

O procurador da República Thiago Pinheiro Correa instaurou procedimento administrativo para acompanhamento da adequação das políticas públicas oferecidas aos adolescentes indígenas em conflito com a lei recolhidos em unidades socioeducativas no Amazonas.

Anúncio