Estudo cita comportamento de predação social em peixes

O estudo foi feito por pesquisadores do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa)

Manaus – Pela primeira vez, estudiosos conseguiram registrar em uma pesquisa o comportamento de predação social entre poraquês, peixes-elétricos da Amazônia. Assim como as baleias, os lobos e os golfinhos, os poraquês, segundo o estudo recém-lançado, realizam buscas em grupo a presas e atacam coordenadamente, a fim de beneficiar todo o grupo. O estudo foi feito por pesquisadores do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa).

Foto: Bruno Mangolini / ABr

Horários

De acordo com o Cieam, a atividade industrial terá uma dinâmica diferenciada por sete dias, de segunda a sexta, conforme com a ressalva de que as unidades cuja produção não seja destinada a itens essenciais à vida e produtos farmacológicos, medicamentos e insumos médico-hospitalares, poderão funcionar somente por 12 horas diárias, de segunda a sexta-feira.

Mudanças

O serviço de carreto para mudanças foi o mais procurado no aplicativo GettNinjas em 2020 no Estado de SP, com mais de 108 mil solicitações atendidas. Em ano forte para reformas, também ficaram no topo da lista os chamados para pedreiros (103 mil) e montador de móveis (73 mil).

Impeachment

Os congressistas republicanos deram sinais, neste domingo (24), de que os democratas não terão uma vida fácil no julgamento de impeachment de Donald Trump, que começará em fevereiro, o primeiro de um ex-presidente. A Presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, enviará ao Senado, nesta segunda-feira (25), a acusação por incitar a insurreição na Capitólio.

blank

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) publicou instrução normativa com as regras do Programa de Regularização Fundiária e Melhoria Habitacional, que integra as ações do Casa Verde e Amarela (Foto: Fernando Frazão/ABr)

Anúncio