Estudo identifica que cloroquina aumenta risco de arritmia cardíaca

Feito por um grupo de cardiologistas, o foco da pesquisa foi identificar arritmias cardíacas e mortalidade hospitalar em pessoas sob o efeito do medicamento

Brasília – Um artigo científico, publicado nesta sexta-feira (22) na revista médico-científica The Lancet, afirmou que não houve melhora significativa na condição de saúde de pacientes medicados com quatro protocolos diferentes de cloroquina e hidroxicloroquina. Feito por um grupo de cardiologistas, o foco da pesquisa foi identificar arritmias cardíacas e mortalidade hospitalar em pessoas sob o efeito dos medicamentos.

Foto: Divulgação/ABr

Informação

O Facebook criou um programa de apoio a veículos da América Latina que estão cobrindo ativamente a pandemia do coronavírus. Tendo em vista os desafios que a Covid-19 trouxe para Redações, o programa combinará fundos, sessões de mentoria e treinamentos liderados por York Times Tim Griggs.

Punição

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que os militares que receberam o auxílio emergencial de R$ 600 são “jovens que prestam o serviço militar obrigatório”. Segundo o presidente, quem recebeu o benefício de forma indevida será punido.

Polêmica

A Secretaria de Comunicação do governo Jair Bolsonaro apagou um tuíte publicado na quinta-feira, em que dizia que a “hidroxicloroquina é o tratamento mais eficaz contra o coronavírus atualmente disponível”.

Minas Gerais aprovou regras mais rígidas para barragens no Estado que tem o maior número de empreendimentos interditados. Uma das principais mudanças diz respeito aos novos critérios para elaboração dos mapas de inundação (Foto: Sema/MT)

Anúncio