Ex-juiz federal Sérgio Moro pode advogar após registro na OAB

Moro recebeu o número de sua carteira profissional vinculada à Seccional do Paraná da entidade, mas ainda não está autorizado a exercer a profissão

Brasília – Quase cinco meses depois de romper com o presidente Jair Bolsonaro e anunciar sua saída do cargo de ministro da Justiça e Segurança Pública, o ex-juiz federal Sérgio Moro obteve, na terça-feira passada, o registro na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Moro recebeu o número de sua carteira profissional vinculada à Seccional do Paraná da entidade, mas ainda não está autorizado a exercer a profissão.

(Foto: Marcello Casal Jr/ABr)

Reeleição

Membros da família de Adail Pinheiro não podem ser mais reeleitos, é o que afirma uma ‘notícia de inelegibilidade’ enviada ao juiz da 8ª Zona Eleitoral pelo acadêmico em Direito Raione Queiroz, ao citar entendimento do STF.

Inquérito

A promotora de Justiça Vânia Maria Marques Marinho instaurou inquérito para apurar denúncias de falta de profissionais e de alguns materiais no Instituto de Saúde da Criança do Amazonas,

Cestas na eleição 1

A Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) dispensou licitação para adquirir cestas básicas no período eleitoral.

Cestas na eleição 2

As cestas serão distribuídas em Manaus, Humaitá, Envira Itacoatiara e Manacapuru. O produto será comprado da empresa L.R. J. Aguiar Ltda. pelo valor global de R$ 500 mil.

blank

O presidente Jair Bolsonaro inaugurou a Usina Fotovoltaica Coremas 3, na Paraíba. O complexo de usinas é o maior de energia solar do País e pertence ao grupo privado Rio Alto Energias Renováveis, que iniciou seus projetos em 2011 (Foto: Alan Santos/PR)

Anúncio