Favorável à 2ª instância entregará abaixo-assinado

Além do documento, grupo de senadores pretende apresentar um requerimento de urgência para a tramitação do projeto, além de se mobilizar, por meio de redes sociais, para pedir apoio à proposta

Brasília – O grupo de senadores favoráveis à prisão imediata de condenado s em segunda instância vai entregar nos próximos dias ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre, um abaixo-assinado para que seja colocado em votação no plenário o Projeto de Lei do Senado (PLS) 166/2018, que trata do tema. Além do documento, que conta com 43 assinaturas, eles pretendem apresentar um requerimento de urgência para a tramitação do projeto e se mobilizam por meio de suas redes sociais para pedir apoio à proposta. De autoria do senador Lasier Martins (Podemos-RS), o PLS 166/2018 foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) em dezembro. Mas a discussão da segunda instância no Senado foi suspensa com um acordo entre parlamentares para que a medida fosse apreciada por meio de proposta de emenda à Constituição – a PEC 199/2019, em tramitação na Câmara. Os senadores que assinam o abaixo-assinado afirmam que a população cobra uma decisão urgente por parte do Congresso.

Frases

Em meio À polêmica sobre IPI da Zona Franca e convocação para manifestação do próximo dia 15, o deputado federal Pablo Oliva (PSL/AM) publicou em sua conta na Facebook um vídeo em que compara falas polêmicas do ex-presidente Lula com as do atual presidente Jair Bolsonaro.

‘Comunismo’

Na legenda do vídeo publicado no facebook consta: “é muito fácil falar de comunismo e socialismo em Paris, na Austrália ou nos EUA, com o velho discurso que manda fazer uma coisa mas viver outra realidade”.

Prevenção

A Prefeitura de Manaus informou que, desde o primeiro caso confirmado de coronavírus na China, a administração municipal deu início ao plano de monitoramento e prevenção, por meio de ações coordenadas pela Sala de Situação de Vigilância em Saúde da Semsa Manaus, em parceria com outros órgãos.

Monitoramento

Nesta quinta-feira (27), a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS ) revelou estar monitorando duas pessoas em Manaus que estavam no mesmo voo do primeiro brasileiro confirmado com Covid-16.