Governo determina padrões para segurança cibernética

O decreto E-Ciber, que entrou em vigor na quinta-feira (6), promete tornar o Brasil mais confiável no ambiente digital e combater ameaças cibernéticas

Brasília – O governo federal publicou o decreto E-Ciber, em que estabelece uma série de orientações para estratégias de segurança cibernética, no Brasil. O texto entrou em vigor na quinta-feira (6). O documento promete tornar o Brasil mais confiável no ambiente digital e combater ameaças cibernéticas. No documento é feito um diagnóstico sobre a atual situação da segurança cibernética nacional e na sequência são estabelecidas propostas de ações estratégicas. O texto defende a criação de um modelo centralizado de governança cibernética no País, cabendo ao Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República criar grupos de debates sobre o tema e coordenar ações da segurança em âmbito nacional. Segundo Marina Pita, coordenadora do Intervozes e organizadora do Cryptorave. este é um debate que pode ser considerado neutro por haver interesses políticos. Ela afirma que ainda está analisando o decreto e entende a centralização do debate no GSI como um ponto contraditório ao discurso de Estado mínimo defendido pelo atual governo.

Licitação

O conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE) Josué Cláudio de Souza Filho negou pedido para suspender licitação promovida pela Prefeitura de Iranduba por entender que a suposta irregularidade apontada necessita ser objeto de uma análise mais detida da unidade técnica.

Concurso 1

O deputado estadual Delegado Péricles (PSL) usou a tribuna da Assembleia Legislativa do Estado (ALE) para comemorar a sinalização positiva para o breve chamamento dos aprovados no concurso de 2009 pelo Corpo de Bombeiros.

Concurso 2

Cerca de 400 profissionais aguardam há dez anos convocação para atuar na área da saúde e, após inúmeros recursos nos tribunais, devem ser convocados para reforçar o quadro das unidades hospitalares do Estado.

Fóruns Trabalhistas

Portaria publicada nesta terça-feira, 04, do Diário Eletrônico da Justiça do Trabalho designou os magistrados que assumirão as diretorias dos Fóruns Trabalhistas de Manaus e Boa Vista, no ano de 2020. Portaria nº 56/2020 designou o juiz titular da 14ª Vara do Trabalho de Manaus, Pedro Barreto Falcão, para exercer o cargo de diretor do Fórum Trabalhista de Manaus, no ano de 2020.

Anúncio