‘Homem-bomba’ do governo ‘troca’ Manaus por Brasília

O empresário Alessandro Bronze, considerado ‘homem-bomba’ pelo volume de informações que detém, está em quarentena, para usar uma palavra da moda

Manaus – Consultor informal do governo do Estado, o empresário Alessandro Bronze, considerado ‘homem-bomba’ pelo volume de informações que detém, está em quarentena, para usar uma palavra da moda. Foi ‘convidado’ a ‘trocar’ Manaus por Brasília, após o surgimento de uma gravação comprometedora, em um esquema de escuta paralela e ilegal semelhante aquela que envolveu o empresário Marcelo Alex, até há pouco ligado ao governo e hoje ‘persona non grata’. Bronze transitava com desenvoltura nos bastidores de pastas com orçamento robusto, como o da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) e chegava a influenciar importantes decisões. O empresário também atua na gestão de centro comercial popular, na área de concessão do Porto de Manaus. Sua ida a Brasília não é resultado, portanto, de falta de teto em Manaus, apesar de enfrentar uma disputa em ação que tramita no Tribunal de Justiça do Amazonas para retomar a posse de um apartamento avaliado em R$ 3 milhões, na Ponta Negra.

Eleitoral

O juiz da Zona Eleitoral Cássio André Borges dos Santos, responsável pela Central de Atendimento do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), definiu que, por causa do coronavírus, todos os atendimentos passarão e serão agendados.

Critérios

Os eleitores devem chegar no meia hora antes do horário marcado e realizar a limpeza das mãos com álcool em gel. Será mantido sempre um máximo de oito pessoas no salão, porque as cadeiras estarão à distância mínima de dois metros. Os idosos ainda terão atendimento prioritário.

Opinião

O senador Eduardo Braga (MDB-AM) disse à Agência iNFRA (especializada no setor de infraestrutura brasileiro) que a indicação de Hélvio Guerra para a diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica(Aneel) “é uma excelente escolha”.

Proposta

O presidente Jair Bolsonaro designou Guerra em mensagem enviada, nesta terça-feira (17), ao Senado. Porém, ele ainda terá, que ser sabatinado e aprovado pelo Senado para assumir o cargo.

Anúncio