Licitações da Seduc na mira de Bronze e César, ‘O Gordo’

As licitações, que visam o fornecimento de refeições escolares pelo prazo de 12 até 60 meses, são alvos de denúncia que aponta preocupação com a possibilidade da disputa ser direcionada

Manaus – Duas licitações da Secretaria de Estado de Educação e Qualidade de Ensino (Seduc) para Manaus (P.E. 615/19) e o interior (P.E. 616/19), que visam o fornecimento de refeições escolares pelo prazo de 12 até 60 meses, são alvos de denúncia que aponta preocupação com a possibilidade da disputa ser direcionada. Na denúncia, feita a este jornal, duas empresas estão no páreo: a G.G. Macario Refeições, que tem como um dos sócios o empresário Alessandro Bronze, conhecido pelo seu livre trânsito e influência na cúpula da pasta da Educação, e a firma Bento Martins de Souza Eirelli, que tem como sócio Cesar Correa, conhecido como ‘O Gordo’, homem de confiança de Bronze. A Macario Refeições foi alvo do Ministério Público do Amazonas por fornecer refeição estragada e adulterar a quantidade recebida pelos detentos, resultando, consequentemente, no enriquecimento ilícito dos sócios. No ano passado, na gestão do então secretário Luiz Castro, as duas empresas firmaram contratos sem licitação, sob o argumento de situação emergencial. O fato desgastou Castro, que cobrava pregões quando atuava como deputado.

Atenção

A visita do presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre, em um evento da Moto Honda da Amazônia está fazendo a empresa revisar suas ações contra a disseminação do Covid-19.

Nota

Em nota, a Moto Honda afirmou que tem priorizado “a segurança e saúde das pessoas, a conformidade às diretrizes governamentais para conter o avanço da epidemia, bem como a continuidade dos negócios”.

Trabalho

O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) divulgou, nesta quinta-feira (19), portaria determinando a redução do expediente presencial de seus servidores e a prestação do serviço em regime de escala. A Portaria, disponibilizada nesta quinta no Diário da Justiça Eletrônico (DJE), passa a vigorar a partir desta sexta-feira (20).

Transporte

Em virtude da pandemia do coronavírus, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) divulgou nesta quinta-feira (19) que, no período de 20 a 31 de março, o atendimento da central e dos postos vai funcionar em horário diferenciado.

Anúncio