Magistrados desenvolvem projeto que garante segurança no Judiciário

A iniciativa visa ampliar a segurança de juízes e jurisdicionados nos prédios do Judiciário na capital.

(Foto: Divulgação)

Manaus – O desembargador Wellington José de Araújo, vice-presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas, com sua esposa Moramay Araújo e a juíza auxiliar da vice-presidência do TJAM, Lídia de Abreu Carvalho. Os magistrados, em conjunto com o presidente do TJAM, desembargador Yedo Simões de Oliveira, são os idealizadores do projeto ‘Integra-TJAM/Segurança dos Magistrados’, lançado no último dia 27, em cerimônia, com o presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, que visa ampliar a segurança de juízes e jurisdicionados nos prédios do Judiciário na capital.

PSDB em 2020

Alvo de conjecturas entre aliados e opositores para as eleições de 2020, o PSDB no Amazonas participará do Congresso Nacional do partido, no dia 7 deste mês, em Brasília, para reforçar o apoio à Zona Franca de Manaus e debater as eleições municipais.

Bandeira eleitoral

Dentre os oposicionistas ao partido do prefeito de Manaus, Arthur Neto, o PSDB, o vereador Chico Preto (DC) é o que mais tem usado o ‘Caso Flávio’ como ‘bandeira’ para sua candidatura ao comando da capital.

Pró-Bolsonaro

Defensor ferrenho do presidente Jair Bolsonaro, Chico foi obrigado a sair do PMN, um partido originalmente de esquerda, perdeu apoio de pelo menos três legendas densas e, agora, não se sabe quem o apoia.

Aposta no FGTS

Os comerciantes de Manaus apostam na liberação de R$ 500 do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para aumentar as vendas de dezembro em até 6%, segundo a Federação do Comércio (Fecomércio).

Medida paliativa

A liberação do benefício pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, tenta evitar que a o Brasil feche o último mês de dezembro com uma das piores recessões já registradas, segundo economistas.

CPI das ONGs

Entrevistado desta segunda-feira (2), no programa ‘DIÁRIO DA MANHÃ’, da RÁDIO DIÁRIO, o senador Plínio Valério (PSDB) disse que a CPI que investigará as ONGs que atuam na Amazônia já tem data para iniciar: fevereiro de 2020.

Contraponto

Convidada para prestar contas do trabalho de uma organização que atua na área ambiental, a superintendente da Fundação Amazônia Sustentável (FAS), Valcléia Solidade disse não temer a CPI por já ser auditada por órgãos fiscalizadores, como o Tribunal de Contas da União (TCU).

O governador Wilson Lima (PSC) participou de uma solenidade na Fundação FCecon para receber recursos de emendas parlamentares do deputado federal Bosco Saraiva (Solidariedade) para custear procedimentos cirúrgicos, no valor de R$ 2,7 milhões (Foto: Divulgação)

*Com a colaboração de Álisson Castro e Breno Pacheco

Anúncio