Ministério Público do Amazonas acompanhou rebelião na UPP

Rebelião aconteceu no último sábado (2), quando internos fizeram de reféns agentes penitenciários

(Foto: Divulgação)

Manaus – O Ministério Público do Amazonas (MPAM), por intermédio da Procuradoria-Geral de Justiça, acompanhou, no sábado (2), desde o início até seu desfecho, a rebelião na Unidade Prisional do Puraquequera (UPP), quando internos fizeram de reféns agentes penitenciários. A procuradora-geral de Justiça, Leda Mara Nascimento Albuquerque, acompanhou a situação de perto, com outros promotores.

Saúde

O desencontro de informações de autoridades a respeito do momento do pico da pandemia do novo coronavírus levou o deputado estadual Álvaro Campelo (Progressistas) a se manifestar sobre o assunto, em sessão virtual da Assembleia Legislativa do Estado (ALE).

Análise

O parlamentar destacou com preocupação que essa “falta de sintonia” tem prejudicado bastante o combate à Covid-19 e afetado o atendimento aos pacientes no Amazonas.

Surpresa

A iniciativa de uma dona de casa que mora em Jundiaí, em São Paulo, surpreendeu uma equipe de coletores de lixo, na noite de sábado (2). Maria Miranda de Souza, a Dona Nina, 61, resolveu preparar um jantar para oferecer aos trabalhadores.

Atividades

Os governadores do Espírito Santo e do Distrito Federal anunciaram que o comércio continuará fechado, pelo menos, mais uma semana: até os dias 9 e 10 de maio, respectivamente.