Ministro reafirma voto favorável a depoimento presencial em inquérito

Celso de Mello, do STF, reafirmou voto favorável ao depoimento presencial do presidente Jair Bolsonaro no inquérito que apura suposta interferência na PF

Brasília – O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), reafirmou nesta quinta-feira (8) voto favorável ao depoimento presencial do presidente Jair Bolsonaro no inquérito que apura a suposta interferência política na Polícia Federal (PF) e o crime de denunciação caluniosa por parte do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro. Em manifestações o presidente Jair Bolsonaro diz que não houve pedido para o então ministro interferir na PF.

(Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr)

Corregedoria

O curso foi coordenado pela Escola de Aperfeiçoamento do Servidor da Corte Estadual e, em parceria com a CGJ-AM, foi aplicado do dia 30 de setembro a 8 de outubro, por meio de videoconferência.

Polêmica

O professor de História Wandercy Antônio Pugliesi, que ficou conhecido após uma patrulha aérea da Polícia Civil ver o desenho de uma suástica no fundo da piscina da casa onde mora, se candidatou a vereador em Pomerode, Santa Catarina. Por conta do grande número de descendentes, a cidade se apresenta como a “mais alemã do Brasil”.

Exigências

Para sacramentar o apoio ao governo Jair Bolsonaro, o Centrão trabalha para a recriação dos ministérios do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, e das Cidades. Além disso, o bloco quer indicar um substituto para o Ministério da Ciência e Tecnologia, hoje ocupado por Marcos Pontes.

O 1º Levantamento da safra de grãos mostra que o Brasil deve ter uma produção recorde no período. A produção está estimada em 268,7 milhões de toneladas, volume 4,2% maior que o recorde da safra (Foto: Divulgação/gov.br)

Anúncio