Moraes vota contra decretos sobre armas; Nunes Marques pede vista

Julgamento é feito pelo plenário virtual do Supremo

Brasília –  O Supremo Tribunal Federal (STF) retomou análise sobre a constitucionalidade de decretos editados pela Presidência da República que facilitaram o acesso a armas de fogo no Brasil. O julgamento, entretanto, foi novamente interrompido por um pedido de vista (mais tempo de análise) do ministro Nunes Marques, feito logo após Alexandre de Moraes votar pela derrubada das normas.

Palácio do Supremo Tribunal Federal na Praça dos Três poderes em Brasília. Foto: Agência Brasil

Probidade

O Ministério Público do Amazonas ingressou com ação civil pública por ato de improbidade administrativa contra a prefeita Maria Lucir Santos de Oliveira, pela contratação de 12 servidores temporários sem concurso público.

Ciclistas

A Assembleia Legislativa do Estado (ALE), realizou sessão Especial alusiva ao dia do ciclista, comemorado no dia 19 de agosto. A iniciativa foi do deputado João Luiz (Republicanos), autor do Projeto que criou o selo ‘Empresa Amiga do Ciclista’.

PGM

O prefeito de Manaus, David Almeida nomeiou procurador de carreira Ivson Coêlho e Silva, no cargo de procurador-geral do município. Ele assume no lugar de Marco Aurélio de Lima Choy.

blank

O Boletim do Observatório Covid-19 indica que a taxa de ocupação de leitos de UTI de Covid-19 para adultos se encontra no melhor cenário desde que foi iniciado o monitoramento do indicado. Foto: Agência Brasil

Anúncio