MPE investiga contrato de 2,8 milhões para coleta de lixo em Anamã, quando a cidade estava inundada

Leia esta e outras notas na coluna Claro & Escuro, do Diário do Amazonas

Manaus – O Ministério Público do Estado investiga o contrato da Incomplor, pela Prefeitura de Anamã, para coleta de lixo, por R$ 2,87 milhões, quando a cidade encontrava-se inundada.

 

Terras públicas

Mais de 2 mil imóveis irregulares em terras públicas na Amazônia podem ser legalizados pela Medida Provisória (MP) 759/2016, apelidada pela oposição de ‘MP da grilagem’.

 

Ex-prefeito na mira 1

Quem volta a estar na mira de inquérito do Ministério Público Federal (MPF) é o ex-prefeito de Maués Raimundo Carlos Góes Pinheiro (PT).

 

Ex-prefeito na mira 2

O MPF apura possíveis irregularidades e fraudes em obra de posto de saúde, com a empresa Analu Construtora Eireli – ME, financiada com recursos oriundos do Ministério da Saúde.

 

Denúncia de discriminação

Em São Gabriel da Cachoeira, o Ministério Público Federal apura denúncias de práticas discriminatórias no atendimento prestado pelo Hospital de Guarnição à população indígena.

 

Dinheiro para venezuelanos

O governo federal garantiu que repassará, até o dia 14 deste mês,  recursos para a Prefeitura de Manaus atender  indígenas venezuelanos Warao que estão em Manaus em situação de vulnerabilidade.

Anúncio