MPF lança plataforma contra fraudes eleitorais

A plataforma reúne informações provenientes da SaferNet e de suas instituições parceiras no Brasil e no exterior, relacionadas a ilícitos praticados na rede

Manaus – Fruto de parceria entre o Ministério Público Federal (MPF) e a SaferNet Brasil, entrou no ar na semana passada, ferramenta que possibilita aos cidadãos apontar possíveis fraudes eleitorais cometidas na internet por meio da Central de Denúncias de Crimes Cibernéticos. A plataforma reúne informações provenientes da SaferNet e de suas instituições parceiras no Brasil e no exterior, relacionadas a ilícitos praticados na rede. O objetivo é oferecer mais um canal de denúncia para os eleitores, além de informações para subsidiar a atuação dos membros do Ministério Público Eleitoral na fiscalização do pleito municipal e no combate à desinformação. A iniciativa é resultado do acordo firmado em julho entre o MPF e a SaferNet Brasil, com o intuito de monitorar e combater a disseminação de notícias falsas na internet, relacionadas às Eleições 2020. Agora, ao acessar a Central, os cidadãos poderão selecionar a opção “Fraude Eleitoral”, para reportar qualquer tipo de conteúdo encontrado na internet.

Dispensa

A Fundação Estadual do Índio (FEI) do Amazonas dispensou licitação para contratar a empresa J. M. Cardoso ao custo total de R$ 789.873 para adquirir material de higiene e limpeza. Entre os itens adquiridos estão101.500 sabonetes e40 mil bombonas de água sanitária.

Militares

Deputado federal por São Paulo, Coronel Tadeu (PSL) apresentou requerimento na Câmara dos Deputados para uma moção de aplausos a equipe composta por enfermeiros e médicos, da Força Nacional do SUS que participaram da missão de reforço e combate ao novo coronavírus (Covid-19) na cidade de Manaus.

Tribunal

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, a Justiça do Trabalho do Amazonas e Roraima(TRT11) registrou o pagamentodeR$115,9milhões em direitos trabalhistas. Os dados foram extraídos do sistema e-Gestão pelo Setor de Estatística do Regional e compreende o período de 1ºde março a 31 de agosto de 2020.

Educação

O deputado estadual Fausto Junior (PRTB) apresentou requerimento para que a Assembleia Legislativa do Estado(ALE) encaminhar indicação ao Governo do Estado do Amazonas, para conceder gratificação aos professores da rede pública estadual, por causadas suspensão de aulas durante a pandemia da Covid-19.

Anúncio