Norma da Polícia Federal reduz burocracia para porte de armas

O processo de aquisição, registro e porte de armas será feito eletronicamente, dispensando a exigência de documentos em sistemas de informações

Brasília – A Polícia Federal publicou novo ato normativo para diminuir a burocracia para obtenção do porte e posse de armas de fogo. Segundo a corporação, a instrução normativa formaliza as regras do decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro, que permitiu ao cidadão a compra de até quatro armas. O processo de aquisição, registro e porte de armas será feito eletronicamente, dispensando a exigência de documentos em sistemas de informações.

Foto: Divulgação/ABr

Investigação

A promotora de Justiça em Barcelos instaurou procedimento preparatório para apurar a notícia de fato acerca supostas irregularidades praticadas pela polícia militar local, quando no exercício da atividade de fiscalização de trânsito.

Proposta

O deputado federal Alberto Neto (Republicanos-AM) apresentou projeto de lei para que crimes de estupro e estupro de vulnerável sejam imprescritíveis, ou seja, que eles possam ser julgados em qualquer tempo, sem levar em conta a data em que foram praticados.

Fotografias

Neste domingo (23), a partir das 8h, a Monóculo Escola de Retratos, coordenada pelos fotógrafos Michell Mello e Selma Maia, promove uma excursão fotográfica pelo Centro Histórico de Manaus. Na ocasião, acontece ainda a abertura da exposição ‘Manaus Bem na Foto’, do fotoclube ‘A Escrita da Luz’, na Praça São Sebastião.

Em apresentação para investidores do Bank of America, o Presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, trouxe dados e projeções que indicam que a economia brasileira mostra uma recuperação mais rápida que outros países emergentes (Foto: Divulgação/ABr)

Anúncio