ONU começa a avaliar patrimônio da humanidade a Paraty e Ilha Grande

O comitê fará a avaliação anual de candidaturas em Baku, capital do Azerbaijão, onde estará reunido entre 30 de junho e 10 de julho

(Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Manaus – O Comitê do Patrimônio Mundial da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) vai decidir, nesta semana, se o centro histórico de Paraty, no sul fluminense, e reservas de Mata Atlântica da região da Baía da Ilha Grande constituem um patrimônio mundial da humanidade. O comitê fará a avaliação anual de candidaturas em Baku, capital do Azerbaijão, onde estará reunido entre 30 de junho e 10 de julho.

Fórum 1

O corregedor-geral de Justiça do Amazonas, desembargador Lafayette Vieira Júnior, e os juízes corregedores auxiliares Luís Alberto Albuquerque, Antônio Marinho Júnior e Flávio Henrique Freitas participaram, em Brasília, do 1º Fórum Nacional das Corregedorias (Fonacor), realizado nos dias 26 e 27 de junho, no auditório do Conselho da Justiça Federal (CJF).

Fórum 2

O evento é iniciativa da Corregedoria Nacional de Justiça, que pretende promover debates com intenção de otimizar os serviços prestados e alcançar soluções para desafios diários enfrentados pelos representantes das unidades de Justiça no Amazonas.

Divergência

Professores de todas das regiões do Brasil vão participar do programa oferecido em parceria com a Embaixada dos Estados Unidos e a Comissão Fulbright. As professoras foram selecionadas pelo do Programa de Desenvolvimento para Professores de Língua Inglesa.

Aviação

Com exposição de helicópteros no gramado em frente ao Congresso e presença maciça de policiais e bombeiros no Plenário, o Senado Federal comemorou o Dia Nacional da Aviação de Segurança Pública.

Na semana em que a tragédia de Brumadinho (MG) completou cinco meses, a mineradora Vale tem 33 barragens com as atividades interditadas em Minas Gerais. A maioria das paralisações são em decorrência de determinações da Justiça. (Foto: Reprodução/Google Maps)