Operação da PF apura lavagem de dinheiro em SP

Alguns dos investigados já têm registro criminal envolvendo crimes de estelionato

São Paulo – Polícia Federal (PF) deflagrou ontem operação para aprofundar investigação envolvendo crimes de estelionato, uso de documento falso e ocultação de capitais que chegam a R$ 300 mil. Foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão, expedidos pela 9ª Vara Federal de Campinas, no interior de São Paulo. Os mandados foram cumpridos na casa de pessoas físicas ligadas às contas usadas para espalhar o dinheiro. Investigações da Operação Obducto tiveram início com informações fornecidas por corretora de investimentos que identificou o roubo de identidade de uma de suas contas. Alguns dos investigados já têm registro criminal envolvendo outros crimes de estelionato. Segundo a PF, o dinheiro desviado da conta foi enviado para contas abertas na Caixa Econômica Federal e no Banco do Brasil com uso de documentos falsos. “Dessas contas, foi pulverizado para mais seis contas em diversos bancos e cidades no estado de São Paulo”, diz a PF. As penas previstas para os crimes investigados somadas podem chegar a 21 anos de prisão.

Fiscalização

A Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Estado (CDC/ALE), fiscalizou drogarias e um laboratório, na Zona Centro-Sul de Manaus, em conjunto com Instituto de Defesa do Consumidor do Amazonas (Procon-AM) para verificar os valores de compra e venda de detecção de Covid-19.
Interior
O presidente da Assembleia Legislativa do Estado (ALE), deputado Roberto Cidade (PV), fez apelo, ontem, para que a população amazonense procure os postos de vacinação para completar seu ciclo de imunização contra Covid-19.
Orientações

Para detalhar e oferecer instruções sobre atos normativos, recomendações, portarias e provimentos recentemente editados, a Corregedoria-Geral de Justiça do Amazonas (CGJ/AM) promoveu uma reunião que teve a participação de aproximadamente cem  juízes da capital e do interior.

Estudos

Um deputado estadual  disponibilizou apostilas para auxiliar nos estudos de candidatos às vagas de Praça do concurso da Polícia Militar do Amazonas (PMAM) e do Corpo de Bombeiros do Amazonas (CBAM), agendados para os próximos dias 6 e 13 de fevereiro, respectivamente.

Anúncio