Palestras vão debater reforma trabalhista pelo País

Jornadas Brasileiras de Relações de Trabalho vão discutir a reforma trabalhista em 14 Estados com membros do Ministério Público do Trabalho, advogados, auditores-fiscais do Trabalho, professores e alunos de Direito

Manaus – Uma série de palestras pelo País vai esclarecer e tirar dúvidas sobre a nova legislação trabalhista brasileira, sancionada em julho de 2017. Lançadas na terça-feira (19) na Câmara dos Deputados, as Jornadas Brasileiras de Relações de Trabalho vão discutir a reforma trabalhista em 14 Estados com membros do Ministério Público do Trabalho, advogados, auditores-fiscais do Trabalho, professores e alunos de Direito. O coordenador-geral das Jornadas e ex-ministro do Trabalho, deputado Ronaldo Nogueira (PTB-RS), disse que a iniciativa tem o objetivo de debater de forma técnica a aplicação da reforma trabalhista. Os eventos serão realizados pelo Instituto Brasileiro de Ensino e Cultura (Ibec). O calendário com a programação e os locais em que serão realizadas as Jornadas podem ser acessados na página do instituto. Segundo o ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência da República, Ronaldo Fonseca, as Jornadas fazem parte de ação estratégica do governo para explicar detalhadamente a reforma trabalhista para a sociedade.

Veto

Requerimento pedindo urgência na apreciação do veto governamental à data-base da Polícia e Bombeiros Militar foi apresentado pelo vice-presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa, Platiny Soares (PSB), à Mesa Diretora da Casa.

Gratuidade

A perda da gratuidade no transporte público aos pacientes com Lúpus foi tema da reunião entre a Associação de Apoio aos Pacientes Lúpicos do Amazonas (Aaplam) e o presidente da Câmara Municipal de Manaus, vereador Wilker Barreto (PHS).

Financiamento

O Banco da Amazônia vai detalhar, amanhã, a aplicação de recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO) e suas várias linhas, como o Programa de Agricultura de Baixo Carbono (FNO-ABC).

Fake news 1

O Tribunal Regional Eleitoral em Pernambuco (TRE-PE) está implantando uma central de denúncias para receber queixas de ‘fake news’ e crimes eleitorais que ocorram no ambiente virtual. A ferramenta começará a funcionar em julho.

Anúncio