Paraty e Ilha Grande agora são patrimônios da humanidade

Inscrição foi feita pela Unesco. Esse é o primeiro sítio de patrimônio misto do Brasil que inclui bens culturais e naturais

Rio de Janeiro – A Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) decidiu, nesta sexta-feira (5), inscrever Paraty e Ilha Grande, no sul do Estado do Rio de Janeiro, como patrimônio mundial da humanidade. O sítio inclui o centro histórico de Paraty e as reservas de Mata Atlântica da região da Baía da Ilha Grande, como a Serra da Bocaina e a própria Ilha Grande. Esse é o primeiro sítio de patrimônio misto do Brasil que inclui bens culturais e naturais.

Paraty (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Estético

Foi aprovado na Assembleia Legislativado Estado (ALE)) projeto de lei proposto pela deputada estadual Joana Darc (PL) que proíbe a mutilação e procedimentos cirúrgicos desnecessários em animais para fins estéticos no Estado do Amazonas.

Baixo custo

A partir de outubro, a Flybondi, empresa aérea argentina, vai começar a operar voos internacionais para o Brasil. A rota inaugural ligará Buenos Aires ao Rio de Janeiro.

Água

A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara dos Deputados aprovou projeto de lei que altera o prazo para que os rótulos dos equipamentos e produtos de limpeza que envolvam o consumo de água alertem para o problema da escassez de água.

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, participou de evento em celebração aos 29 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e entregou oito veículos para Conselhos Tutelares do Distrito Federal (Foto: Marcelo Camargo/ABr)

Anúncio