Partido de Bolsonaro quer filiar 120 mil no Amazonas

A pretensão arrojada é do presidente estadual do partido, deputado federal delegado Pablo, que informou a intensão da legenda em filiar 5% dos eleitores em cada cidade do Estado

Manaus – A um ano das eleições municipais, o Partido Social Liberal (PSL), no Amazonas, tem uma meta de aumentar em 1.307,5% o número de filiados que, hoje, é de 8.502 associados para pelo menos 120 mil registrados. A pretensão arrojada é do presidente estadual do partido, deputado federal delegado Pablo, que informou a intensão da legenda em filiar 5% dos eleitores em cada cidade do Estado, cujo eleitorado é de 2.393.382, segundo o site do TRE-AM.

Pablo – que foi o segundo federal mais votado do Amazonas, com 151.649 – ganhou a simpatia dos eleitores que se intitulam de ‘Direita Conservadora’, seguindo as diretrizes do presidente Jair Bolsonaro (PSL) que, nas eleições do ano passado, usou slogans ligados ao combate à corrupção e à defesa do ‘cidadão de bem’.

Assim como ele, outro parlamentar do PSL, o deputado estadual delegado Péricles conseguiu pegar ‘carona’ na onda e obteve 30.573 votos. A missão dos dois, agora, é aproveitar o fenômeno das votações de 2018 e consolidar eleitores de olho nas vagas das prefeituras e câmaras municipais.

‘Apertado’

Mesmo estando em alta no pleito do ano passado, Jair Bolsonaro obteve uma vitória apertada no Amazonas, com 50,27% dos votos contra o petista Fernando Haddad. Manaus foi a cidade em que o presidente teve maior votação, o equivalente a 686.99 votos.

Temente

Questionado sobre qual seria o perfil ideal de um filiado do PSL, o delegado Pablo disse que uma pessoa temente a Deus, defensor da família tradicional e que tenha afinidade com a ideologia da Direita Conservadora.

Anúncio