Pesquisa revela deputados no foco dos eleitores do AM

De acordo com a pesquisa, é forte a rejeição aos deputados da ALE que tentam dar sustentação ao governo Wilson Lima: 71% dos eleitores discordam dos parlamentares que querem a continuação do governo

Manaus – Na sessão virtual da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE), realizada nesta quarta-feira (6), a pesquisa de opinião pública divulgada pelo GRUPO DIÁRIO DE COMUNICAÇÃO (GDC) e TV Record foi um dos destaques entre os deputados estaduais. Os números revelam que sete em cada dez pessoas são favoráveis ao impeachment do governador Wilson Lima. Outro dado que chama atenção é a forte rejeição aos deputados da Assembleia que tentam dar sustentação ao governo Wilson Lima: 71% discordam dos parlamentares que querem a continuação do governo. Para o deputado estadual Dermilson Chagas, os números podem influenciar quem irão votar no o afastamento de Wilson Lima. “Nós somos funcionários da sociedade, nós representamos o povo, por isto somos eleitos”, disse. Por sua vez, o deputado estadual Wilker Barreto afirmou que os números do levantamento indicam que a sociedade amazonense não concorda com os atos do Executivo e que o povo apoia o processo de impeachment do governador Wilson Lima e de seu vice, Carlos Almeida.

Procuradores

O Ministério Público do Amazonas (MPAM) apresentou projeto de lei complementar à Assembleia Legislativa do Estado (ALE) para criação de três cargos de procurador de Justiça, totalizando-se 24 assentos no Colégio de Procuradores de Justiça.

Orçamento

Pela proposta, a criação das vagas de procuradores ocorrerão “de maneira gradativa, à medida que houver a indispensável disponibilidade orçamentária e financeira”, consta na proposta.

Recessso

A deputada estadual Joana Darc (PL) apresentou requerimento à Assembleia Legislativa do Estado (ALE) a suspensão do recesso parlamentar de julho “afim de que se intensifique o trabalho para o cumprimento das pautas” voltadas ao combate a pandemia

Filas

O deputado Adjuto Afonso (PDT) solicitou ao Comando Geral da Polícia Militar do Amazonas que disponibilize efetivo às unidades da Caixa Econômica Federal, para dar apoio aos funcionários na organização das pessoas que buscam receber o auxílio emergencial no período da pandemia, causada pelo Covid-19.