Projeto prevê recurso federal para vacinas aos Estados

Senador Humberto Costa apresentou projeto que obriga o Ministério da Saúde a adquirir os imunizantes previstos em contratos com os fabricantes

Manaus – Com o objetivo de assegurar o acesso da população às doses adicionais de vacinas contra a Covid-19, o senador Humberto Costa (PT-PE) apresentou projeto que obriga o Ministério da Saúde a adquirir os imunizantes previstos em contratos com os fabricantes ou a repassar os recursos equivalentes para aquisição pelos estados e pelo Distrito Federal. Nos termos do PL 214/2021, apresentado este mês, incumbe à União comprar as vacinas autorizadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e disponibilizadas pelos laboratórios para o enfrentamento da Covid-19. No entanto, se até o prazo contratual de manifestação de interesse na aquisição de doses adicionais o ministério não fizer comunicação ao fabricante, os valores correspondentes aos imunizantes não comprados serão transferidos do Fundo Nacional de Saúde, “observando-se critérios técnicos”, às unidades da federação que quiserem receber os recursos. O preço das vacinas a serem contratadas nestas circunstâncias terá como teto o valor da dose estabelecido em contrato do Ministério da Saúde com os laboratórios.

Descompasso

O silêncio das autoridades do governo do Estado em relação à medida do governo federal que prejudica a indústria de bicicleta mostra o descompasso dos governantes com a realidade. O resultado é o possível agravamento da crise se essas empresas desistirem de produzir em Manaus.

Imunização 1

A prefeitura informa que já foram vacinados 85,6% dos trabalhadores de saúde, 79,2% das pessoas de 70 a 74 anos, 81,8% das pessoas de 75 a 79 anos, e 87,1% das pessoas com 80 anos e mais, além de 67,2% dos indígenas aldeados.

Imunização 2

Sem receber as doses para seguir na campanha, a prefeitura informa que ainda não será possível dar início à vacinação das pessoas de 50 a 69 anos e de 60 a 64 anos.

Proposta

As mães de alunos das escolas municipais desempregadas podem ser selecionadas para trabalhar nos colégios onde os filhos estudam. As mães seriam contratadas temporariamente. A proposta é do deputado Fausto Jr. (MDB) e foi encaminhada ao prefeito de David Almeida, e ao secretário de Educação, Pauderney Avelino.

Anúncio