Quatro em cada dez lojistas esperam por maiores vendas

Manaus – Os indicadores econômicos mais recentes dão sinais de que o comércio brasileiro iniciou uma lenta e gradual recuperação nos últimos meses.

Manaus – Os indicadores econômicos mais recentes dão sinais de que o comércio brasileiro iniciou uma lenta e gradual recuperação nos últimos meses. Como reflexo dessa percepção mais positiva, uma pesquisa feita com empresários do varejo em todas as capitais pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) mostra que as vendas neste fim de ano serão melhores para 39% dos comerciantes brasileiros, percentual que representa uma alta de 16 pontos percentuais na comparação com o mesmo período do ano passado. A minoria dos entrevistados (22%) disse que as vendas serão piores que em 2016, índice que caiu dez pontos percentuais em relação a 2016. Para um terço (33%) as vendas se manterão estáveis. Neste fim de ano, a expectativa dos comerciantes para o volume de vendas apresenta uma leve variação positiva de 0,8% frente o faturamento do mesmo período que no ano passado. Na sondagem de 2016, os varejistas aguardavam uma queda de -1,8% no faturamento.

Estado maior

Levantamento do jornal Folha de São Paulo, publicado ontem, revela que no último um ano e meio, 25% do Congresso Nacional votou contra matérias relevantes que procuram reduzir privilégios ou o inchaço do Estado.

Segurança privada

A Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado aprovou o Projeto de Lei  do deputado Alberto Fraga (DEM-DF), que altera as normas sobre segurança privada. Entre as mudanças previstas está o aumenta as possibilidades de armamento do vigilante em serviço.

Twitter

O ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot fez sua estreia no Twitter ontem e disse, de antemão, não ser candidato a cargo eletivo.